Hoje vamos falar sobre ideias empreendedoras sobre procrastinação, essa arte que todos nós dominamos em deixar para depois o que é importante fazer hoje. E empreendedores que procrastinam são empreendedores que realizam menos. Por isso nós precisamos cuidar com atenção e carinho desse “mal que nos persegue”.

E você bem deve imaginar que Procrastinar não tem nada a ver com Impulsionar. Digamos que podem ser considerados espíritos antônimos.

ideias-empreendedoras

Procrastinar # Impulsionar

ANTES DE CULPAR A PROCRASTINAÇÃO

Antes de iniciarmos uma batalha contra a procrastinação, é preciso fazer algumas perguntas honestas e profundas para nós mesmos, afim de entendermos melhor as ideias empreendedoras.

Procrastinar é deixar para depois o que é importante realizar hoje. Então… quais são as coisas a realizar hoje? Quais são as suas ideias empreendedoras nesse momento?

Observe a sua lista de afazeres e metas a cumprir. Tudo o que está aí é realmente fundamental estar? Já elaborou ideias empreendedoras que remente venham a ser usadas?

Por que cada uma dessas ações são importantes?

Essas primeiras perguntas vão fazer você enxergar com mais lucidez a sua lista de afazeres. Às vezes, nós nos colocamos em atividade sem sequer perceber o motivo de estarmos envolvido com aquela ação, com aquela demanda.

Agora que você já está consciente da sua lista de afazeres realmente importantes, é hora de olhar para os motivos que fazem você adiar a ação:

  • Por que estamos adiando tanto a ação?
  • Por que estamos deixando essa atividade para depois?
  • Por que não estamos realizando?

Depois de chegar a essas respostas que exigem de você um processo de autoconhecimento, mais de meio caminho está andado. Isso porque nós somos, muitas vezes, apunhalados por um processo de “tem que fazer”  e “tenho que criar ideias empreendedoras” que não tem fim. 

~ basta começar a perguntar para as respostas chegarem  ~

Portanto, antes de falarmos mal ou bem das ideias empreendedoras sobre não procrastinar, é preciso observar a lista de afazeres para entender o que está nessa lista e por que estamos adiando realizar.

Excelente.

Feito esse exercício, assim, sim, podemos falar de procrastinação e suas ideias empreendedoras.

DEIXAR PARA DEPOIS O IMPORTANTE

Quando deixamos de realizar o que é importante para nossas vidas, estamos, na verdade, com foco em outros benefícios que são igualmente importantes para nós. Por exemplo… é segunda de manhã e você se propôs a fazer uma longa caminhada logo cedo. Essa caminhada, você sabe, vai fazer muito bem para sua saúde e melhorar seu condicionamento físico, você vai passar o dia mais bem disposto e com isso suas atividades serão realizadas com muito mais energia. Mas a cama está tão boa que você não consegue levantar e diz para si mesmo “vou caminhar à noite”.

Ou seja, naquele momento você pesou duas medidas: o conforto do momento presente com o conforto do momento futuro. E priorizou o conforto do momento presente.

E aí aconteceu algo que chamamos de procrastinação =)) pois você deixou de realizar aquilo que tem grande valor para suas metas e priorizou aquilo que tem importância para o seu momento presente.

Que mal há nisso?!

Nenhum mal se você realmente estiver feliz com esse resultado. Ficar feliz no presente com sua cama macia e seu corpo sedentário. Se essa for a sua meta, não tem problema nenhum.

O problema é quando suas ações não condizem com suas metas.

Você faz a escolha de ficar na cama, tudo bem. Mas está ainda querendo como resultado um corpo em movimento e condicionado? Impossível! Portanto, você está a procrastinar.

Da mesma forma você pode fazer com as tantas atividades que faz durante o dia.

Tem 100 emails novos para responder, mas prefere dizer para si mesmo “vou cuidar disso quando tiver mais tempo”. E, então, os emails continuam a se acumular até que virem 200 e você precise de mais tempo ainda para cuidar.

Tem que fazer?

Faça.

Aprendi essa lição quando estava na função de coordenação do curso de Publicidade e Propaganda, em Juiz de Fora. Eu dividia a função com um outro professor, Ricardo Bedendo. Ele era o coordenador-geral e eu coordenava a área de Publicidade e Propaganda. E como aprendi com ele. Era incrível.

Tudo o que ele tinha para resolver, qualquer problema que fosse, ele resolvia na hora. “Tem que fazer? Então, vou cuidar agora”. Essa é uma das ideias empreendedoras.

Às vezes, estávamos no meio de processos longos e tensos, chegava mais uma “bomba”, como ele costumava chamar os problemas, então ele parava, pensava, observava o que era importante fazer, como fazer, quando fazer e, então, agia.

Era sempre assim.

Aprendi com ele a arte de abrir emails e responder imediatamente, a dar solução para os problemas. Simplesmente, fantástico. Realmente colocar as ideias empreendedoras em ação.

Nós sabemos que procrastinar é uma característica humana. Cabe a nós vencermos essa batalha interna entre “preciso fazer” e “preciso por em prático as ideias empreendedoras”…. “mas está tão bom ficar quietinho aqui”.

E uma coisa é certa: quanto mais nos movimentamos, mas a energia flui e mais nós realizamos. Entre em movimento e inicie suas ações a favor de si mesmo.

É PARA FAZER SEM PARAR? NÃO! O ÓCIO CRIATIVO

E aqui está o ponto de sabedoria em meio a essa história.

A arte de realizar tem que vir acompanhada de bons momentos de “não realização”.

Vamos a esse cuidado com nós mesmos…

Há um livro muito bom que você já ouviu falar em algum momento: “O ócio criativo”, de Domenico De Masi. 

Nesse livro, entramos em contato com uma visão diferente daquela a que estamos habituados sobre a arte de fazer, fazer, fazer, fazer. O Domenico nos convence… e, realmente, é muito bom que estejamos convencidos disso…. que o ócio é uma maravilha para estimular nossa criatividade, reenergizar nossa mente e espírito e, portanto, nos tornar seres que realizam mais.

Tudo bem estarmos em busca do movimento, das ideias empreendedoras e da não procrastinação. Mas a realização deve vir acompanhada de momentos que liberem nossa mente para o descanso e para o estímulo em outras fontes de energia.

~ basta usar de maneira inteligente seus momentos de ócio ~

Algumas dicas que eu faço e podem ser úteis para você por em prática as ideias empreendedoras:

  • mantenha-se em contato com imagens estimulantes que mexem com a sua alegria e bem-estar
  • fuja de energias baixas em filmes e reportagens
  • não assista jornal nacional ou leia jornais da cidade. Se quiser assistir ou ler, pule as notícias ruins.
  • mantenha-se próximo a pessoas que tenham bons pensamentos e espírito energizado
  • fuja, com todas as forças, de hábitos reclamões. Quando perceber que está reclamando muito, mude a música interna.
  • cultive uma mentalidade positiva diante da vida.
  • acredite em você e nos seus resultados (o que é o mesmo de cultivar uma mentalidade positiva diante da vida).
  • faça exercícios leves diários, caminhadas, mexa o corpo.
  • escreva o que sentir vontade, mesmo que ninguém vá ler.
  • fale sozinho quando estiver sozinho.

Essas pequenas amostras de uso da mente são formas de manter o ócio como um estímulo para sua alma. De usar as ideias empreendedoras a seu favor.

Você encontrará mais fontes de energia e quando for hora de entrar em movimento com todas as suas ações da vida empreendedora você terá forças para agir.

Um grande abraço e vamos em frente.

Com carinho,

Paula Quintão.