É comum negócios que desaparecem depois de seu primeiro ano ativos. Mesmo entre amigos e companheiros de empreendedorismo, são muitos os que jogam a toalha e resolvem fechar as portas do sonhos de ter um negócio conectado ao que ama, com o estilo de vida que deseja para sua vida e que seja realmente sustentável financeiramente.

Ao longo dos últimos 5 anos me dedicando em tempo integral ao meu negócio e também nos grupos de mentorandos, é fácil perceber que temos muita facilidade em ter novas ideias, em pensar o revolucionário, em sermos criativos e inovadores. Porém temos muita dificuldade em MANTER VIVOS os nossos negócios – também nosso entusiasmos, nossa energia, nosso foco, nossa vontade de fazer aquela ideia seguir em frente.

A força que nos faz seguir em frente e de fato desenvolver nossos negócios é diferente da força que faz o negócio nascer e vir ao mundo. E nem sempre temos essa clareza. 

Por isso ainda hoje é grande a taxa de empresas que em seu primeiro ano de existência deixam de existir, por isso existem tantas ideias em germinação que não chegam a dar frutos… porque a energia e o entusiasmo para colocar no mundo é uma coisa, e o entusiasmo e a energia para MANTER no mundo, regar todos os dias, cuidar de adubar sempre a terra, de retirar as folhas secas, de cuidar dos purgões que podem se instalar nas folhas, de respeitar os ciclos da natureza… essas habilidades da manutenção exigem outras forças.

Aprendi sobre essas forças em minhas longas caminhadas e peregrinações, a maior delas de 800km pela Espanha no Caminho de Santiago. Também cuidando dia após dia da minha filha, uma maternidade que hoje me faz acompanhar com minha filha em seus 19 anos – quantos ciclos, quantos novos momentos, quantos desafios diferentes. E eu, como mãe, sempre ali ao seu lado. Nos altos e nos baixos. Também escrevendo meus livros, linha após linha, letra após letra, ver a força do seguir em frente materializar meu primeiro livro “Para Sempre um Novo EU” e meu segundo livro “O Caminho Que As Estrelas Me Viram Cruzar”. Também com o Clube dos Impulsionadores, a comunidade de empreendedores em que sou mentora, que hoje entra em seu quinto ano de atividades e a cada ano se renova, se desenvolve mais, cria raízes mais profundas.

A energia para fazer DESENVOLVER tem a ver com a energia da manutenção. E essa é uma energia preciosa de ser cultivada e desenvolvida dentro de nós como habilidade.

É sobre essa energia para desenvolver seu negócio que vamos olhar nos próximos dias na jornada dos 7 passos para desenvolver o seu negócio, uma iniciativa do Coragem Para Empreender em celebração à abertura das inscrições anuais para o Clube dos Impulsionadores 2018. 

 

=> Esse é um conteúdo que celebra a temporada de inscrições abertas anual do Clube dos Impulsionadores 2018. Para mais detalhes, clique aqui.