Passei toda a minha vida profissional evitando descobrir a verdadeira empreendedora que existia dentro de mim, talvez por comodidade ou por achar que eu sempre estive onde deveria estar e também porque amasse a minha profissão no mundo corporativo. De fato, amo a minha profissão que é administrar, porém esse amar não para por ai, eu queria me sentir útil, ter mais liberdade, dormir com ideias e acordar vibrante para implementá-las e poder ter muito mais motivação. Os meus olhos precisavam brilhar, não que já não brilhassem, mas porque eu queria mais.

Foram mais de 22 anos dedicados plenamente a empresas que me proporcionaram uma grande carga de experiências e hoje a palavra que me vem à mente é gratidão, parte de mim é fruto desse aprendizado. Precisei passar por um profundo processo de autoconhecimento e muitas avaliações, para finalmente decidir dar o ponta pé inicial em direção ao meu objetivo. Confesso que não foi fácil, mas não foi impossível. Eu acredito que quando nos abrimos para o mundo o mundo se abre para nós.

O mais importante nesse processo é ficar atento aos sinais, não enfraquecer diante dos primeiros obstáculos e acreditar que é possível, pois quando descobrimos os nossos talentos e geramos movimento para fazer acontecer, os frutos inevitavelmente serão resultados da nossa dedicação.

A princípio, tudo isso parece confuso, muitas vezes temos um emprego muito diferente daquele que seria o nosso verdadeiro propósito e acabamos nos tornando dependentes financeiramente e essa questão financeira na maioria das vezes pesa e isso causa certo desconforto e insegurança. Mas se é para tranquilizá-lo posso garantir que o processo de transição de carreira não deve ser imediato, não há necessidade de largar tudo. Às vezes se leva meses ou até anos.

Eu por exemplo, planejei tudo sem pressa, a primeira atitude foi investir na minha formação, cursos, livros, me abasteci de conhecimentos na área tão sonhada. Segunda atitude, busquei interagir com as pessoas do mesmo nicho, ou seja, que tivessem objetivos similares ao meu, foi ai então que conheci a Paula Quintão, que foi a grande norteadora de toda a mudança. Finalmente a terceira atitude decisiva para fazer tudo isso acontecer, foi conhecer e participar da Oficina de Aprimoramentos dela, o que de fato me proporcionou um aprendizado único, evitou-me cometer alguns pecados de todo iniciante nesse mundo de empreendedorismo digital, isso me deu mais segurança e credibilidade, além da troca mútua de informações com as pessoas do grupo e então nasceu à sementinha plantada que é o Viva Sua Essência, um projeto muito compensador onde posso desenvolver meu trabalho como Coach de Vida e vários outros projetos os quais posso deixar a minha marca no mundo. Escrevi o meu primeiro E-book sobre Ansiedade – 10 Dicas de Como lidar com Ela e tive um efeito surpreendente com a quantidade de downloads e feedbacks positivos. Baseado nesse trabalho criei o Programa de 21 dias Como lidar com a Ansiedade e a interação dos participantes foi fantástica, fazendo assim o acontecimento de novas turmas. Escrevi vários outros e-books falando sobre autoconfiança, coaching e meditação. Recentemente escrevi o meu primeiro livro, que é O Poder do Permita-se – acompanha um caderno de escrita expressiva e intuitiva para por em prática os benefícios da escrita terapêutica, sintetizando assim toda essa necessidade que temos em nos permitir e de vivermos no presente.

Creio que as escolhas que fiz foram todas muito conscientes, ficando até aqui o grande aprendizado: é preciso coragem para empreender. Hoje consegui me desprender do mundo corporativo, e quero tornar meu negócio digital autossustentável. Os resultados não são instantâneos, pois, é preciso plantio e muita dedicação.

Fazer aquilo que gosta exige mais do que talento, tem que ter coragem. Segundo a crença popular, alguns nascem com um talento nato, virados para as estrelas, uns iluminados, prontos para brilhar, outros precisam se descobrir, portanto, o que diferencia uns dos outros é a coragem de dar o primeiro passo, de se mover rumo ao seu maior objetivo. A vida se torna mágica quando fazemos aquilo que amamos sem medo de descobrir nosso talento e enfrentar as adversidades.

Se eu tive dificuldades? Nossa! Inúmeras. Talvez a mais complexa de todas, foi não me permitir enxergar mais longe nos momentos que deveria, mas, mesmo assim pude com certeza ao longo de todo o caminho ter experiências suficientes para crescer com humildade, amadurecer, ter responsabilidades, experimentar minha capacidade de surpreender para viver e estar à frente do tempo em que vivia.

Eu aprendi muitas coisas nessa jornada e uma delas que marcou e ainda marca é viver de forma a ser lembrada. Eu te pergunto: como você quer ser lembrado quando morrer? Este é uma técnica interessante para decidir como você quer viver sua vida e correr atrás de seus sonhos. Se você quer ser lembrado como uma pessoa que conseguiu realizar seus sonhos, tenha certeza de não começar a buscá-los quando for tarde demais.

Por anos, eu imaginava que por causa da idade as coisas não eram possíveis de acontecer com a mesma maestria de quando eu era bem jovem, mas depois de um tempo pude perceber que esse negócio de idade é irrelevante, primeiro porque meu espirito permanece jovem, meus pensamentos não envelhecem. Hoje me sinto realizada sendo mãe, tive a grande experiência de um casamento bem vivido, pode não ter sido duradouro, mas enquanto houve foi uma experiência e tanto.

Não é porque você não conseguiu ser, estudar, trabalhar com o que queria, que você não realize seus sonhos. Sonhe! Busque! Trabalhe para conquistar seus desejos. Tudo é possível, e toda viagem começa com o caminhar, e só você é capaz de começar esta jornada. Você nunca será velho demais para começar algo. Viva enquanto está vivo e viva com plenitude a sua verdadeira essência!

Comece agora. E lembre-se que é errando que se aprende. Corra riscos. Viva sua vida intensamente e ame cada minuto! E sonhe alto! O segredo da realização dos sonhos é ser feliz com as pequenas conquistas diárias, sempre buscando algo maior, porque você é capaz! Tenha coragem para viver mais e melhor. Não é atoa que estamos aqui nesse mundo. Olha quantas pessoas maravilhosas estão a nossa volta! O que fez você adquirir esse livro? Ler essas histórias fantásticas de pessoas que de alguma forma impulsionaram suas vidas demonstrando essa coragem para empreender seja lá o que for. Você já parou para pensar o que realmente te move? O que te moveu a estar aqui nesse momento?

Quando tive coragem de empreender fui aos poucos vivenciando o poder da transformação gerada através de cada ação positiva que eu realizava, e isso me impressiona ate hoje, o poder que temos em gerar energia com muita qualidade e que acaba atraindo uma serie de resultados. Um exemplo prático disso são ideias que vão nascendo, é a inspiração surgindo, é uma ação atrás da outra gerando movimento, são pessoas que conseguimos atrair para o nosso círculo e tudo vai se modelando e você imagine isso aliado a produzir o que você sabe fazer com amor? Por tanto “Coragem para Empreender” vai possibilitar a você ser alguém diferente a partir de hoje, pois o seu poder estar em circulação, e automaticamente estará mais aberto para si mesmo, procure desde já respirar fundo e imaginar aquilo que mais deseja na sua vida e assim como a própria Paula Quintão diz e eu intuitivamente fiz por diversas vezes, escreva em uma folha de papel com um grafite todos os seus desejos, dos menores aos mais audaciosos, não importa o tamanho dos seus sonhos, o que importa são os passos que você vai dar em direção a eles. Eu afirmo com todas as letras que são possíveis, basta desejar profundo.

Escrever esse capítulo é para mim um grande mérito, hoje sou eu que estou aqui e amanhã poderá ser você, é só ter “Coragem para Empreender”.